Aguardente de Melado, de Cereal, de Vegetal, de Rapadura e de Melaço

Aguardente de Melaço é a bebida destilada com graduação alcoólica de 38 a 54%, em v/v, a 20 °C, obtida do destilado alcoólico simples de melaço ou, ainda, pela destilação do mosto fermentado de melaço, podendo ser adoçada e envelhecida (Decreto 6.781/2009, Art. 51, § 4º).

Aguardente de Cereal é a bebida destilada com graduação alcoólica de 38 a 54%, em v/v, a 20 °C, obtida do destilado alcoólico simples de cereal ou pela destilação do mosto fermentado de cereal, podendo ser adoçada e envelhecida (Decreto 6.781/2009, art. 51, § 5º).

Aguardente de Vegetal é a bebida destilada com graduação alcoólica de 38 a 54%, em v/v, a 20 °C, obtida do destilado alcoólico simples de vegetal ou pela destilação do mosto fermentado de vegetal, podendo ser adoçada e envelhecida (Decreto 6.781/2009, Art. 51, § 6º).

Aguardente de Rapadura é a bebida destilada com graduação alcoólica de 38 a 54%, em v/v, a 20 °C, obtida do destilado alcoólico simples de rapadura ou pela destilação do mosto fermentado de rapadura, podendo ser adoçada e envelhecida (Decreto 6.781/2009, Art. 51, § 7º).

Aguardente de Melado é a bebida destilada com graduação alcoólica de 38 a 54%, em v/v, a 20 °C, obtida do destilado alcoólico simples de melado ou pela destilação do mosto fermentado de melado, podendo ser adoçada e envelhecida (Decreto 6.781/2009, Art. 51, § 8º).

Na Biomade realizamos o serviço de Controle de Qualidade para fabricantes de Aguardente de Melado, de Cereal, de Vegetal, de Rapadura e de Melaço.

Controle de Qualidade

Legislação: Decreto 6.871/2009, art. 51, IN MAPA 15/2011, art. 9 e tabela 1, e Resolução RDC 42/2013.

Parâmetros avaliados:
Graduação alcoólica, expressa em %, em v/v, a 20 °C
Componentes Secundários
Acidez volátil (expressa em ácido acético, em mg/100 mL de A.A.)
Ésteres totais (expresso em acetato de etila, em mg/100 mL de A.A.)
Aldeídos totais (expresso em aldeído acético, em mg/100 mL de A.A.)
Soma de Furfural + hidroximetilfurfural (em mg/100 mL de A.A.)
Álcoois superiores: Soma dos álcoois n-propílico (1-propanol), iso-butílico (2-metil-propanol) e isoamílico (2-metil-1-butanol +3 metil-1-butanol)(em mg/100 mL de A.A.)
Coefieciente de congêneres (Soma dos componentes secundários) (em mg/100 mL de A.A.)
Edulcorantes
Teor de açúcares (g/L)

Contaminantes Orgânicos

Metanol (em mg/100 mL de A.A.)

Contaminantes Inorgânicos

Cobre (mg/L)
Chumbo (mg/L)

Observação

Para laudos com finalidade de fiscalização os parâmetros abaixo deverão ser inclusos na análise:

Componentes Inorgânicos:

Arsêncio (µg/L)
Cádmio (mg/kg)
Estanho (mg/kg) (somente para bebidas enlatadas)

Referência: Decreto 6.781/2009, art. 51, IN MAPA 15/2011, Resolução RDC 05/2013, item 16.1.1.3., alterada pela Resolução RDC 281/2019, e Resolução RDC 42/2013.

Quer melhorar a qualidade química e sensorial e monitorar a presença de contaminantes em bebidas?

Solicite orçamento através do nosso WhatsApp  (17) 3033-9073